Campanha #AcolhaumaMãe chama a atenção para a solidão materna

8 de mai de 2018
No mês dedicado às mães, a revista Crescer adere à causa para estimular e mostrar a importância do apoio e da ajuda na criação dos filhos

“É preciso uma aldeia para criar um filho”. O ditado africano revela uma verdade que muitas mães no mundo não conhecem e acabam se vendo sós após o parto, diante de inúmeros desafios e dúvidas que acompanham o momento. Em homenagem ao Dia das Mães e com o objetivo de chamar a atenção para a solidão materna, a revista CRESCER lança a campanha #AcolhaumaMãe.

Ao longo de todo o mês de maio, em suas plataformas impressa, online e redes sociais, a CRESCER vai trazer histórias de mães sobre o momento em que uma ajuda, física ou emocional, fez toda a diferença para ela naquele momento.



“A responsabilidade de criar um filho é imensa para pais e mães. Mas, muitas vezes, fica nos ombros delas uma carga pesada demais para carregar, seja nas questões práticas no dia a dia com as crianças ou nas inseguranças que levam dentro de si nesse novo papel. Não precisa ser assim. Um gesto de apoio e acolhimento pode mudar muitas histórias de mulheres em sua jornada na maternidade”, diz Ana Paula Pontes, editora-chefe da CRESCER.

A publicação também convoca as leitoras a compartilharem, por meio de um vídeo ou texto acompanhados da hashtag que dá nome a campanha, histórias pessoais que destaquem alguém cuja presença foi fundamental no pós-parto ou nos primeiros anos do filho. Os depoimentos serão publicados no site ou nas redes sociais da revista.

Para comunicar a campanha, a CRESCER lançou, esta semana, um vídeo-manifesto que apresenta histórias reais de mães que contaram com o apoio e a solidariedade de um amigo ou familiar, frente aos desafios da maternidade. No vídeo, quatro mulheres expõem suas experiências estimuladas pela pergunta: Você já se sentiu sozinha na criação do seu filho? Todas elas destacam e homenageiam pessoas importantes, como a mãe, a tia, o marido e uma amiga.

Nenhum comentário

A vida é um eco!
Se você não está gostando do que está recebendo, observe o que está emitindo...

Obrigada pela visita deixe seu link para que eu possa retribuir!
Comentários sempre são bem vindos!
Se gostou do post, por favor, clique e compartilhe.