Tudo o que você precisa saber sobre o vírus Influenza (H1N1)

Todo ano é a mesma coisa, o inverno se aproxima e os vírus da gripe começam a fazer a festa. O mais grave deles o Influenza H1N1 tem causado bastante alarde aqui em Goiás. O fato é que em alguns casos as pessoas tem morrido e as informações corretas não chegam a população que assustada tem procurado clinicas particulares em busca de vacinas já que a campanha deste ano foi adiada por incompetência do ministério da saúde.



Para piorar a situação(como sempre) os desocupados do whatzapp tem espalhado falsas noticias e deixando as pessoas mais assustadas ainda. Neste casos o que realmente ajuda é entender a doença e saber como se prevenir e quando procurar ajuda médica.

Vamos saber um pouco mais sobre essa doença:

O que é o vírus Influenza?

A influenza ( gripe) é uma doença respiratória infecciosa de origem viral que pode ser causada pelos vírus influenza A ( H1N1, H3N2), B e C e pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção

Quais os sintomas da gripe H1N1?

  • Calafrios;
  • Mal-estar;
  • Cefaleia (dor de cabeça);
  • Mialgia (dor nos músculos);
  • Dor de garganta;
  • Artralgia (dor nas articulações);
  • Prostração;
  • Rinorreia (corrimento nasal);
  • Tosse seca;
Também pode ocorrer com menos frequência:
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Fadiga;
  • Rouquidão;
  • Hiperemia conjuntival (olhos vermelhos semelhantes a conjuntivite).
A evolução natural do H1N1 é febre alta constante até o 3º dia quando começa a abaixar a partir do 3º-4º dia e no 6º dia já termina.

Qual a diferença da gripe comum e a H1N1?

Alguns sintomas da gripe comum se agravam no caso da gripe H1n1, veja como diferenciar uma da outra:

Como o vírus H1N1 é transmitido?

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém‐ contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

Como tratar o a gripe H1N1?

O tratamento deve envolver boa hidratação, repouso e uso do antiviral específico, prescrito pelo médico. Um deles é o Oseltamivir (mais conhecido pela marca Tamiflu), distribuído pela rede pública para hospitais e unidades básicas de saúde.

Trata-se de um antiviral específico contra o vírus Influenza, indicado para pessoas com maior risco de desenvolver complicações. É importante que o paciente consiga tomar a medicação nas primeiras 48 horas do início dos sintomas, para que a eficácia seja maior. O tratamento também pode envolver o uso de analgésicos para aliviar os sintomas.

Como funciona a vacinação contra a H1N1?

Na rede pública, a vacinação contra influenza é destinada a alguns grupos prioritários: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade.

Como prevenir e se proteger do vírus H1N1?

  • Lave bem as mãos com água e sabão e sempre use álcool gel;
  • Beba bastante água. Manter as vias respiratórias bem hidratadas dificulta a entrada de vírus e bactérias;
  • Evite locais com muitas pessoas e com pouca circulação de ar;
  • Mantenha a janela do ônibus sempre aberta, mesmo em dias mais frios;
  • Sempre jogue os lenços de papel no lixo;
  • Nunca use as mãos para tossir ou espirrar;
  • Ao tossir ou espirrar, use a parte interna do braço, na área superior das mangas da roupa;
  • Evite compartilhar alimentos, copos, talheres, toalhas e outros objetos de uso pessoal;
  • Crianças menores de seis meses, que ainda não receberam todas as vacinas, não devem ser expostas a locais com aglomerações de pessoas, como shoppings e ônibus;
  • Não tome medicamentos sem orientação médica;
  • Diante de qualquer sintoma de gripe, procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima.
Tudo o que você precisa saber sobre o vírus Influenza (H1N1) Tudo o que você precisa saber sobre o vírus Influenza (H1N1) Reviewed by Vanessa Freitas on quarta-feira, abril 04, 2018 Rating: 5

2 comentários:

  1. Ano passado não vi muita explicação sobre a campanha da vacina e minha mãe não tomou mas graças a Deus ela ficou bem. Esse já disseram que o vírus chegou mais forte vi sendo divulgada mais informações e ela já foi imunizada. A principio não irei tomar a vacina apenas se realmente estenderem a campanha a toda a população pois vejo que as pessoas se desesperam muito sem necessidade e atrapalham a imunização de quem realmente precisa

    ResponderExcluir
  2. Eu peguei essa gripe,e não desejo pra mais ninguém. O sintomas são horríveis,uma dor no corpo sem fim. Gostei das dicas pra ajudar a se prevenir. Obrigada pelo post

    ResponderExcluir

A vida é um eco!
Se você não está gostando do que está recebendo, observe o que está emitindo...

Obrigada pela visita deixe seu link para que eu possa retribuir!
Comentários sempre são bem vindos!
Se gostou do post, por favor, clique e compartilhe.

Tecnologia do Blogger.