24 de nov de 2015

# blog de mães # blog dona de casa

BAGUNCE MÃE, BAGUNÇA.


Depois que você se torna mãe, muitas vezes você vai se sentir sobrecarregada pela bagunça, com as pilhas de pratos sujos, superfícies pegajosas, migalhas no chão e suas coisas espalhadas em meio a um emaranhado louco de pó e brinquedos.
Terá dias MÃE, que você se irritará com isso, em outros não. Certas vezes, ali escondido no fundo do seu coração, você irá se perguntar se tomou a decisão certa ao ter filhos, se você “serve” para isso. Lá no fundo, escondido, você constatará quão mais fácil e prática seria sua vida sem eles. Ah, o tempo, como você o teria mais.
Não, não chore mãe. Você não é horrível, você é absolutamente normal. Mães não são divindades, mãe é gente como a gente. E do mesmo modo que escondidos tais devaneios vieram, eles também se vão.
O amor de mãe me ensinou a valorizar os momentos mais simples e que um dia cinza fica extremamente colorido quando é recheado desses momentos preciosos ao lado de um filho.
Daí no outro dia haverá um rastro de migalhas pelo chão marcando por onde seu bebê passou e o que ele viu, e você vai perceber que esse rastro faz sua casa parecer um lar mais do que qualquer vaso de flores ou objeto decorativo poderia, e essa constatação vai lhe fazer sorrir. Sozinha, ali, em silêncio.
Um dia, seu filho vai correr pelo corredor de pijama e você vai querer guardar aquele som em uma garrafa para toda a eternidade, pois não há outro som melhor do que esse para te acordar.
Sua casa estará visivelmente sempre bagunçada, caótica e com uma decoração muito mais deles que sua, contudo você irá amá-la ainda mais, porque no fundo, nenhuma decoradora do mundo podia fazer sua casa ter esse sentimento e essa alma de lar quanto tem agora.
Depois que temos filhos, haverá dias em que nos sentiremos sem teto, sem tempo. Nem sempre teremos chão. Mas assim, juntos, onde quer que seja, temos o que fica entre nós. Entre o teto e o chão cá estamos nós. E isso já é a nossa casa. Nossa vida, nossa bagunça, nosso lar.

Por Lucinha Marinzek.
0 coment�rios via Blogger
coment�rios via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A vida é um eco!
Se você não está gostando do que está recebendo, observe o que está emitindo...

Obrigada pela visita deixe seu link para que eu possa retribuir!
Comentários sempre são bem vindos!
Se gostou do post, por favor, clique e compartilhe.

Follow Us @soratemplates