Diástase abdominal: como identificar e combater o problema comum em uma a cada três gestantes

Postado por:
VANESSA FREITAS
Em: quarta-feira, julho 26, 2017 | 0 Comments
| 0

Durante a gravidez, os músculos do reto abdominal se afastam para dar espaço para o crescimento do bebê. Em alguns casos, após o parto, esses músculos não voltam à forma original de imediato, causando a chamada diástase. Segundo a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, cerca de 30% das gestantes apresentam o problema. Entre os fatores que dificultam a retomada dos músculos, importantes para a estabilização do tronco e da pelve (quadril), está o sedentarismo e até mesmo o fato de a estrutura corporal de algumas mulheres não aguentarem a pressão do crescimento do útero.

Mestre em fisiologia do exercício, Gabriela Cangussú, também é especialista em exercícios pós-parto e criadora do programa Mamãe Sarada, e explica como identificar a diástase. “A mulher deve se deitar com as pernas estendidas e apalpar a região logo acima do umbigo com a ponta dos dedos indicador e médio. Na sequência, ela sobe o tronco sem o apoio das mãos e sente com os dedos se há um espaço nessa área. Se esse espaço for maior do que três dedos, a recomendação é procurar um médico. Se for menor, o exercício abdominal pode resolver”, orienta.

Com sintomas como estufamento da barriga e flacidez, mulheres que apresentam diástase sentam vergonha e tenham baixa autoestima. Além dos problemas estéticos, os sintomas mais frequentes costumam ser dores nas costas, nas pernas e na região pélvica, além da postura. A melhor maneira de prevenir ou tratar o problema é através da prática de atividades físicas específicas antes e após a gestação.

Prevenção

Mulheres que já tiveram diástase em gestações anteriores têm maior chance de desenvolvê-la. O ideal é manter um intervalo de dois anos entre uma gravidez e outra. “Além disso, é importante que a gestante adote hábitos saudáveis, com uma alimentação balanceada e a prática de exercícios de baixa intensidade. Depois do parto e da liberação do médico, as mães podem aumentar gradualmente a intensidade dos treinos”, explica Gabriela Cangussú.

Solução

De acordo com a especialista, cada mulher tem um tipo de corpo e um tempo de recuperação que varia de uma para outra, mas na maioria dos casos é possível reverter a diástase com atividades de fortalecimento, que podem ser feitas em casa. “Prancha abdominal e exercícios sem carga são ótimas opções para as mamães. Tenho várias alunas que conseguiram melhorar muito o problema dedicando poucos minutos do dia para a atividade física”.

Tipos de exercícios

Prancha frontal: Deite de barriga para baixo, apoie os cotovelos e as mãos, ombros alinhados com o cotovelo, ponta de pés no chão, eleve o tronco e fique na posição de prancha. O quadril não pode nem descer nem ficar alto demais, mantendo-se alinhado com o corpo. Permaneça por pelo menos 30 segundos com o abdômen contraído e repita a série pelo menos três vezes.

Abdômen infra: Deite com a lombar, os ombros e a cabeça bem apoiados no chão, estenda os braços na lateral do tronco. Leve o joelho em direção à cabeça tirando o quadril do chão e desça bem lentamente. Faça três séries do máximo de repetições que conseguir executar.
Ponte lateral: De lado, deixe as pernas unidas e os joelhos estendidos. Apoie o cotovelo e o antebraço no chão e coloque o cotovelo na direção do ombro. Eleve o quadril lateralmente e apoie a mão livre na cintura ou deixe-a estendida.

Sobre o Mamãe Sarada
O Mamãe Sarada é um programa de treinos online, exclusivos para mães.

Gloob apresenta novas linhas de volta às aulas na Escolar Office Brasil

Postado por:
VANESSA FREITAS
Em: sábado, julho 22, 2017 | 0 Comments
| 0

De 23 a 26 de julho, o canal Gloob marca presença na Escolar Office Brasil com a sua nova linha de materiais escolares, que chegarão ao mercado para o “volta às aulas” de 2018, e livros, que começam a chegar nos pontos de venda a partir do segundo semestre.

Marcas de sucesso da programação do canal como Detetives do Prédio Azul (D.P.A.), Miraculous – As Aventuras de Ladybug, ALVINNN!!! e Os Esquilos e Porto Papel estampam linhas escolares em parceria com Pacific, Tilibra, Summit e Xeryus. E com a Ciranda Cultural, o universo de investigação de D.P.A. e o heroísmo de Ladybug são apresentados em livros de histórias e de atividades, respectivamente.


A LINHA VOLTA ÀS AULAS

Com a Pacific, o Gloob desenvolveu seis linhas de mochilas e estojos das marcas Detetives do Prédio Azul (uma linha) e Miraculous – As Aventuras de Ladybug (cinco linhas, quatro com diferentes estampas de Ladybug e 1 dedicada ao herói Cat Noir). Os personagens queridos pela criançada estampam lancheiras, mochilas com e sem rodinhas e estojos.

Em parceria com a Tilibra, o canal lança cadernos de Porto Papel, com quatro capas diferentes da atração e de Miraculous com cinco modelos de cadernos – brochura, caderneta, caderno de cartografia, espiral e universitário -, além de agenda, cada um com quatro capas diferentes.

Sob a licença da Xeryus, os varejistas encontrarão na feira lancheiras, mochilas com e sem rodinhas e estojos das marcas ALVINNN!!! e Os Esquilos, e também de Porto Papel. E com a Summit, o Gloob lança itens de papelaria de Miraculous: lápis, lápis de colorir, apontador, tesoura, cola, adesivo, carimbo, borracha e maleta artística.

LIVROS DE HISTÓRIAS E DE ATIVIDADES

Além dos itens escolares, o canal infantil da Globosat apresenta aos varejistas os novos livros dos Detetives do Prédio Azul e as publicações de Miraculous – As Aventuras de Ladybug, produzidos em parceria com a Ciranda Cultural.

As aventuras dos detetives Pippo, Sol e Bento e do Mago Theobaldo, escritas por Flávia Lins e Silva, também autora da série na TV, são eternizadas com o lançamento de quatro livros inéditos, cada um dedicado a um personagem – “As Aventuras da Detetive Sol”, “As Aventuras do Detetive Pippo”, “As Aventuras do Detetive Bento” e “As Desventuras do Mago Theobaldo”.

E com Miraculous, a Ciranda Cultural lança quatro livros de atividades: “Diversão em Paris”, “Super-heroína em ação”, “60 atividades” - publicações de passatempos diversos – e o livro de colorir, “Cores da Aventura”.

Resenha: Máquina de Cupcakes Cadence Sweet Cake

Postado por:
VANESSA FREITAS
Em: quinta-feira, julho 20, 2017 | 0 Comments
| 0

A pouco tempo comprei uma máquina de assar cupcakes que estava procurando, assar bolos demora um pouco e eu queria algo prático que facilitasse as opções de lanches para a a escola.

O que eu observei é que todas as opções disponíveis no mercado são iguais, inclusive as avaliações nas lojas on-line são muito parecidas. Então eu escolhi o modelo mais em conta: o modelo Sweet Cake da Cadence.

Veja o diz o fabricante sobre o produto:

"Pode ser utilizada no preparo de minicupcakes, pães de queijo, petit gâteau, bolinhos de chuva, empadinhas, tortinhas, biscoito de polvilho e muito mais. Acompanha 50 forminhas e um kit para confeitar com 8 pontas diferentes, permitindo criar diferentes tipos de cobertura e deixar os cupcakes muito mais atrativos. Possui superfície antiaderente: é mais durável e não deixa os alimentos grudarem, facilitando a limpeza. Conta com Leds indicadores de ligado e aquecimento, pés antiderrapantes e porta fio na base, proporcionando mais segurança durante o uso e praticidade para guardar."
Primeiras Impressões:
Ela é bem pequena e apesar de ter espaço para 7 bolinhos é menor que as sanduicheiras que tenho, então dá para imaginar o quanto os bolinhos são pequenos não é. Na verdade os bolinhos são mini cupcakes.
Os leds avisam quando ela já está pronta para usar e quando os cupcakes estão prontos(cerca de 8 minutos).

Tenho usado as receitas que faço normalmente em casa e até massas prontas e sempre tem dado certo só com bolinhos mesmo, mas quero muito testar para pão de queijo e bolinho de chuva. Já usei todas as forminhas que acompanham e também usei sem as forminhas e acabaram grudando um pouco e usei manteiga para untar(só um pouquinho😁).
Limpeza: para limpar a parte externa sempre uso um pano úmido com detergente e finalizo com pano seco. A parte antiaderente eu uso só papel toalha depois que ela esfria e fica limpinho sem muito trabalho.

Acessórios: eu usei só as forminhas que vieram junto porque esse treco de confeitar que parece uma seringa não serve para nada fora a sujeira que faz, joguei a seringa fora e guardei os bicos.😏

Minha opinião: sinceramente acho que não deveria ser chamada de máquina de cupcake e sim de popcake, minicake, microcake,sei lá. Eu tenho gostado bastante de usá-la só para preparar o lanche da escola, uma vez por semana eu mando bolo na lancheira e assar na máquina de "cup"cake facilita muito. Tem receitas de muffins bem legais e econômicas para o lanche, estou testando algumas e ficam bem assadinhos e perfeitos na máquina, então no geral acho que pela praticidade valeu cada centavo. Testada e aprovada
Nota: 
Este post não é um Publieditorial, comprei o produto em loja virtual e paguei R$89,00+frete.
 

Layout: Minima blogger | Personalizado por: ✿ blog Vanessa Freitas
Copyright © 2014/2017 - É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.